Santiago do Chile, 25 mai (EFE).- O número de afetados pela gripe suína no Chile subiu para 86, dos quais um é considerado grave, após a confirmação de 12 novas ocorrências por parte do Governo chileno.

O caso considerado grave corresponde a uma mulher de 32 anos que foi transferida a um centro médico de Santiago.

O ministro da Saúde chileno, Álvaro Erazo, disse que o rápido aumento de ocorrências da gripe no país se deve ao bom funcionamento dos métodos de detecção do vírus da doença e pediu calma à população.

"Este não é o vírus de três semanas atrás, o cenário mudou", afirmou o ministro.

Apesar do nome, a gripe suína não apresenta risco de infecção por ingestão de carne de porco e derivados. EFE gs/bba

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.