Já são 38 os mortos em terremoto no sudoeste chinês

Pequim - Subiu para 38 o número de mortos no terremoto de 6,1 graus na escala aberta de Richter registrado no sábado no sudoeste da China, informaram hoje as autoridades locais citadas pela agência de notícias Xinhua.

EFE |

O terremoto afetou as províncias de Yunnan e Sichuan, cinco meses depois que esta última foi devastada pelo pior terremoto ocorrido na China em três décadas, que causou 90.000 mortos.

Em Sichuan, o tremor do sábado deixou 32 mortos e 321 afetados, todos no distrito de Huili, enquanto na Prefeitura autônoma de Chuxiong, em Yunnan, morreram seis pessoas, outras 195 ficaram feridas e outras 300.000 foram afetadas, depois que o tremor arrasou 13.000 casas.

Em ambas as províncias, são 258.000 as casas destruídas e 152.000 os evacuados.

Zonas turísticas como as localidades de Dali e Lijiang, em Yunnan, também foram afetadas pelo tremor, que pôde ser sentido também na capital da província, Kunming.

Desde sábado aconteceram mais de 300 réplicas após este novo terremoto que, segundo os sismólogos, faz parte da série de dezenas de milhares de réplicas geradas pelo do dia 12 de maio, teve uma magnitude de 8 graus.

Leia mais sobre: Terremoto na China

    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG