Ivanov descarta proposta de cessar-fogo na Ossétia do Sul feita pela UE

O primeiro-ministro russo, Serguei Ivanov, descartou nesta segunda-feira a proposta da União Européia (UE) para um cessar-fogo com a Geórgia na Ossétia do Sul, considerando que Tbilisi deve negociar diretamente o fim do conflito com as regiões envolvidas.

AFP |

"Não é um acordo de cessar-fogo", considerou Ivanov, em entrevista ao canal de informações americano CNN, sobre o plano apresentado pela UE para acabar com o conflito.

O vice-primeiro-ministro indicou que "um cessar-fogo tem de ser assinado pelas duas partes", dizendo que é preciso um comprometimento por escrito assinado de um lado pela Geórgia e de outro pela Ossétia do Sul e a Abkházia, de nunca mais recorrer à força no futuro.

O chefe da diplomacia francesa, Bernard Kouchner, cujo país preside a União Européia, iniciou domingo uma missão de mediação, acompanhada do presidente em exercício da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), o finlandês Alexander Stubb.

A presidência francesa da UE propôs à Geórgia e à Rússia um plano em três pontos: respeito à integridade territorial da Geórgia, fim imediato das hostilidades e restabelecimento da situação que prevalecia anteriormente no território.

jkb/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG