Ivan Lessa: Dos cabelos e da realeza

Você está sobrando..

BBC Brasil |

. É justo! Assim tão despenteado! Cuidar dos cabelos é mostrar bom gosto e apuro, é impor-se como um rapaz alinhado!"
Assim dizia o anúncio do creme modelador Brylcreem, que, além do mais, ajudava no combate à caspa.

Até hoje consigo ver os rapazes alinhados se impondo com seus cabelos apurados. Via e me roía de inveja. Eu que preferia meus cabelos duros e fixos como um capacete em minha jovem, muito jovem, cabeça. Comigo era só Gumex, com seu inesquecível slogan de uma época em que pelo menos havia latim no Brasil, embora totalmente sem propósito: "Dura lex sed lex no cabelo só Gumex!" Não queria dizer nada, mas, como tanta coisa carente de sentido, não sai - perdão - de nossa cabeça.

Uma terceira escola, talvez a mais popular, preferia Glostora, que era tão usada que se dava ao luxo de, em sua publicidade, utilizar dois slogans. Podia ser "Com Glostora seu cabelo melhora" ou "Glostora - A serviço da glória". Número Um e Número Dois, feito A Saúde da Mulher. Glostora tinha o subtítulo que para todos os efeitos servia de terceiro slogan: "Fixa sem empastar e amacia sem engordurar".

Isso é o que se passava na cabeça da rapaziada. Hoje, não tenho a menor ideia do que esteja acontecendo. Já li muito nos jornais que folheio virtualmente qualquer coisa a respeito de um tal de "alisamento japonês", mas não creio que seja a mesma coisa.

O passado não admite "mesmas coisas".

Uma coisa eu sei, eu guardei. Mencionei aí em cima o que a turma passava nos cabelos, só não tenho a menor ideia de como lavavam e com que lavavam. Se é que lavavam.

Eis-me então, de cabelos brancos não tingidos, razoavelmente familiarizados com o uso de um condicionador e um xampu (uso inclusive um produto que reúne os dois num só), diante da notícia que, na semana passada, me despertou viva atenção: o príncipe Harry, aquele ruivinho, terceiro na linha sucessória ao trono britânico, 24 anos, ora sediado no campo aéreo da Força Aérea do Exército, em Barkston Heath, condado de Lincolnshire, em uma de suas idas ao pub local, The Tally Ho, para comemorar o fim da primeira fase de seu treinamento, deixou escapulir diante dos colegas e outras pessoas presentes, o segredo de seus cabelos exclamativos: há dois anos que ele não lava os cabelos.

A nota foi divulgada pelo popular tabloide The Sun e acabou publicada até no conservador Daily Telegraph. O palácio absteve-se de comentar. Ao contrário deste criado que vos digita.

Pesquisando, fiquei sabendo que não é pequeno o número de pessoas que acredita que não usar xampu dá saúde, vigor e beleza aos cabelos, uma vez que eles cuidam de sua própria limpeza após pelo menos uma semana de abstenção.

Minha única dúvida é saber se, reais ou plebeus, os cabelos tratam de si próprios, sem chocar circundantes, com a mera dispensa de preparados industriais feito Glostora, Durex e Brylcreem, ou qualquer das mil marcas de xampu e condicionadores existentes hoje no mercado. Bottom line, conforme se diz no Brasil: uma cuia d'água e um modesto sabãozinho também devem ser evitados a fim de se obter uma real, uma luxuriante cabeleira?

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG