Itamaraty: 3ª vítima civil tem dupla nacionalidade

O corpo da terceira vítima brasileira civil encontrado em Porto Príncipe, no Haiti, também tem nacionalidade europeia e será enterrado na Europa, segundo o Ministério das Relações Exteriores. Ele estava nos escombros, provocados pelo terremoto que atingiu o país caribenho na terça-feira da semana passada, junto com objetos pessoais, que batiam com as descrições dadas pelos parentes brasileiros.

Agência Estado |

A pedido da família, seu nome não foi divulgada nem sequer o país onde ocorrerá o enterro.

Além de 18 militares mortos, dois brasileiros civis que perderam a vida na tragédia já foram identificados: a médica Zilda Arns Neumann, coordenadora internacional da Pastoral da Criança, e Luiz Carlos da Costa, chefe-adjunto civil da missão de paz da Organização das Nações Unidas (ONU) no Haiti.

O Palácio Itamaraty, no Rio de Janeiro, será aberto amanhã para uma cerimônia em homenagem ao diplomata brasileiro. A solenidade foi marcada para às 12 horas e contará com a presença do ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim, e da subsecretária Geral da ONU para as operações de paz, Susana Malcorra. Além da família, também foram convidados o governador do Estado, Sérgio Cabral (PMDB), e o prefeito da cidade, Eduardo Paes (PMDB).

Veja também:

Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: haiti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG