Mais de 52% dos italianos desaprovam totalmente as declarações do Papa Bento XVI na viagem à África sobre a distribuição de preservativos agravar o problema da Aids, indica uma pesquisa publicada no jornal La Repubblica.

No total, 52,3% dos italianos são totalmente contrários às declarações do Papa e 21,2% se declaram bastante contrários.

Apenas 19,6% aprovam as declarações do Sumo Pontífice, 15% se declaram bastante de acordo com as afirmações e 4,6% totalmente de acordo, segundo a pesquisa do instituto Demos, realizada entre os dias 18 e 23 de março.

kd/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.