Italiano e inglês comandarão missões antipirataria na Somália

Bruxelas, 15 out (EFE).- O capitão italiano Giovanni Gumiero e o vice-almirante inglês Philip Jones foram escolhidos hoje pela Otan e pela UE, respectivamente, para comandar suas missões contra a pirataria no litoral da Somália.

EFE |

Além disso, a União Européia decidiu situar em Northwood, no Reino Unido, o quartel-general da operação, que espera iniciar em dezembro, segundo um comunicado.

O porta-voz da Aliança, James Appathurai, deu os últimos detalhes das missões para proteger os navios de ajuda alimentícia no Golfo de Áden, entre outras ações contra a pirataria, como decidiram os ministros da Defesa da Otan, semana passada em Budapeste.

Os sete navios da Otan (dois de guerra, quatro fragatas e um navio de apoio) já cruzaram o Canal de Suez em seu caminho rumo à costa da Somália, afirmou.

O porta-voz ressaltou que nem todos os navios -um italiano, dois alemães, um grego, um turco, um inglês e um americano- terão missão exclusiva para evitar os assaltos dos piratas.

De fato, o grupo marítimo, segundo a Otan, já estava em andamento com outros trabalhos e a nacionalidade dos navios estava previamente determinada.

"Não há nenhuma implicação política nas nacionalidades, porque já estavam juntos para outras missões", explicou Appathurai sobre a ausência de navios espanhóis ou franceses, os países mais empenhados na luta contra a pirataria no golfo de Áden.

Ainda estão pendentes alguns detalhes da missão, como quantos navios participarão ao todo e a duração da mesma.

A missão deve ser iniciada nas duas próximas semanas, indicou o porta-voz da Otan. EFE met/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG