Italiana é despertada de coma profundo para se casar

ROMA - Uma mulher de Pádua, no nordeste da Itália, que está submetida a um coma induzido por uma grave doença foi acordada por alguns minutos para poder se casar, informou hoje a imprensa local.

EFE |

A italiana, sobre a qual apenas foi divulgado a idade, 50 anos, sofre de uma variante de hepatite que, nos últimos dias, tinha se agravado, o que obrigou os médicos a aconselhar o coma induzido.

Antes de ser sedada, a mulher tinha pedido aos parentes e aos médicos para poder despertar e concretizar o sonho de se casar com seu companheiro da vida inteira, com o qual tem um filho.

Após receber a autorização dos médicos, o futuro marido iniciou os trâmites para permitir despertá-la durante alguns minutos.

A imprensa afirma hoje que o casamento civil ocorreu no domingo na unidade de tratamento intensiva do Hospital de Pádua na qual ela está ingressada.

A cerimônia foi oficiada pelo secretário-geral da prefeitura e teve como testemunhas os funcionários do hospital.

A italiana, que continua em estado grave, foi novamente sedada após o casamento e voltou a cair em coma profundo.

Leia mais sobre casamento

    Leia tudo sobre: casamento

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG