Itália tem 3 milhões de pessoas com transtornos alimentares, diz estudo

Roma, 8 ago (EFE).- Cerca de três milhões de pessoas sofrem de transtornos alimentares na Itália, e a cada ano nove mil casos são registrados no país, sobretudo na faixa de idade entre 12 e 25 anos, diz relatório divulgado hoje pelo renomado centro de estudos europeu Eurispes.

EFE |

A incidência da anorexia nervosa estabilizou-se durante os últimos anos entre quatro e oito casos anuais por cada 100 mil habitantes, o que supõe que cerca de 3.500 pessoas passem a sofrer com a doença a cada ano.

No entanto, a incidência de bulimia cresceu, e se estima que existam de 9 a 12 casos anuais por cada 100 mil habitantes, com cerca de seis mil novas ocorrências ao ano, segundo um comunicado.

EFE cr/fr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG