Itália se prepara para sepultar vítimas do terremoto

A Itália está se preparando para os primeiros funerais das vítimas do forte terremoto que atingiu a região central do país, Abruzzo, na segunda-feira. As cerimônias serão realizadas no subúrbio da capital regional, Áquila, duramente atingida pelo sismo - lá muitas construções estão ameaçadas de desabar.

BBC Brasil |

Segundo as autoridades, ao menos 260 pessoas morreram e 28 mil ficaram desabrigadas.

A região continua sendo sacudida por tremores secundários e diminuem as esperanças de se retirar pessoas com vida dos escombros.

O primeiro-ministro da Itália, Silvio Berlusconi, disse que o bispo de Áquila, Giuseppe Molinari, vai rezar uma missa para as vítimas do terremoto na sexta-feira.

O papa Bento 16 disse que vai visitar a região "o mais cedo possível".

A moradora de Áquila, Antonella Massi, disse que os habitantes da cidade ficaram chocados com a perda de tantos entes queridos. "A cidade foi reduzida a escombros com mais de 40 mortos e muitos deles eram jovens."

"Uma geração inteira desapareceu", acrescentou.

Milhares de pessoas passaram uma segunda noite em acampamentos improvisados nos arredores de Áquila, enfrentando temperaturas em torno de cercq de 5 graus centígrados.


Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG