Itália se despede de vítimas de tragédia de trem com funeral solene

Roma, 7 jul (EFE).- A Itália se despediu hoje com um funeral solene das vítimas da tragédia do trem de mercadorias com gás que explodiu em 29 de junho na localidade italiana de Viareggio e que deixou 22 mortos.

EFE |

O ato, com os caixões de 15 das vítimas, aconteceu em um estádio de Viareggio e teve a presença de mais de 10 mil pessoas, entre elas o presidente italiano, Giorgio Napolitano.

O cantor lírico italiano Andrea Bocelli interpretou durante a cerimônia o "Panis Angelicus" de César Franck e o "Ave Verum Corpus" de Mozart, em um ato religioso esteve presidido pelo presidente da Conferência Episcopal Italiana, cardeal Angelo Bagnasco.

Fora do estádio municipal, cerca de 1,5 mil pessoas acompanharam a cerimônia através de um telão, desafiando as altas temperaturas registradas hoje na localidade toscana.

Ao tombar o primeiro dos vagões do trem na entrada à estação de Viareggio, por volta das 23h50 local de 29 de junho, houve um vazamento de gás liquidificado de petróleo (GLP) que causou uma explosão, fazendo com que dois edifícios próximos desabassem e deixando mais de 30 feridos. EFE mcs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG