Roma, 26 fev (EFE).- A Suprema Corte da Itália confirmou hoje a pena de prisão perpétua imposta ao ex-oficial da Marinha argentina Alfredo Astiz, conhecido como o anjo louro da morte e que foi condenado pelo desaparecimento de três italianos durante a ditadura militar de seu país (1976-1983).

EFE ccg/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.