Itália proíbe reprodução de fotos íntimas de George Clooney com namorada

Roma, 11 jan (EFE).- O órgão italiano para a privacidade proibiu hoje a reprodução de algumas das fotografias que vários veículos italianos publicaram em meados do ano passado do ator americano George Clooney acompanhado, entre outros, de sua atual namorada, Elisabetta Canalis, em sua mansão italiana.

EFE |

A decisão responde à reivindicação apresentada pela advogada Maria Grazia Mantelli, em defesa de Clooney, diante das imagens publicadas pelas revistas "Novella 2000" e "Chi" em agosto passado e reproduzidas pelo site do jornal "Corriere della Sera".

Em uma dessas reportagens fotográficas era possível ver Clooney e Canalis (cuja relação então não estava confirmada oficialmente) abraçando-se e trocando mimos no jardim da propriedade do ator, chamada Villa Oleandra e situada ao redor do Lago de Como (norte).

Segundo explica a ordem do órgão italiano para a privacidade, que não menciona nenhum ressarcimento econômico, a advogada do ator americano defendia que as tomas foram realizadas de um modo abusivo e em "violação de normas estabelecidas para a tutela da pessoa e do domicílio".

Por outro lado, os advogados dos veículos de comunicação que publicaram as fotos nas quais aparecia também o marido da ex-modelo Cindy Crawford, Rande Gerber, argumentavam que as fotos foram tiradas em lugares públicos, abertos ao público ou "visíveis sem o uso de técnicas invasoras".

O órgão italiano considera ilícitas algumas dessas fotografias porque foram tiradas em áreas rodeadas por arbustos altos ou por uma cerca que impedem a vista interior e, por isso, violam a intimidade e defende a privacidade almejada pelos obstáculos visuais.

Em sua sentença, a defesa da privacidade considera que algumas das imagens foram obtidas abrindo espaços entre os arbustos, contrariando assim "as garantias de transparência e correção que devem caracterizar a utilização de dados pessoais às quais devem seguir os jornalistas".

No entanto, as imagens nas quais se podem ver o casal na escadaria de acesso à vila ou Canalis debruçada sobre o balcão são totalmente lícitas por terem sido obtidas em lugares públicos ou abertos ao público.

As fotografias de Canalis e Clooney publicadas em meados do ano passado pela imprensa italiana confirmaram o romance entre a apresentadora de televisão e o ator. A relação foi depois ratificada publicamente quando o casal desfilou juntos pelo tapete vermelho do Festival de Cinema de Veneza. EFE mcs/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG