vendetta - Mundo - iG" /

Itália prende chefe da máfia calabresa por crimes de vendetta

A polícia italiana prendeu nesta quinta-feira um homem acusado de chefiar um poderoso clã da máfia calabresa e ter responsabilidade no assassinato de membros de uma família rival pelo controle do comércio ilegal de cocaína na Europa.

BBC Brasil |

Em uma operação que incluiu a utilização de helicópteros, cerca de cem policiais chegaram ao amanhecer ao vilarejo de San Luca, na ponta da "bota" italiana, e prenderam Paolo Nirta, que segundo eles tentava escapar pela sacada de uma velha casa e não ofereceu resistência.

O repórter da BBC em Roma David Willey disse que Nirta, 31, é acusado pela polícia de assumir o comando de uma das principais ramificações da máfia calabresa, o clã Nirta-Strangio, depois da prisão de seu pai e seu irmão.

Como seus parentes, ele deve ser levado à justiça em conexão com o assassinatos de seis membros de outra família calabresa rival em Duisberg, na Alemanha, no que se considera uma prestação de contas entre dois clãs que disputam o controle do tráfico de cocaína em grande parte da Europa.

O crime organizado calabrês, também conhecido como 'Ndrangheta, é umas das mais poderosas organizações criminosas da Itália, tendo superado a máfia siciliana, a Cosa Nostra, na expansão de suas atividades de tráfico internacional de drogas na Europa.

Estima-se que a 'Ndrangheta gere cerca de US$ 70 bilhões (mais de R$ 110 bilhões) por ano, o equivalente a 3% do Produto Interno Bruto (PIB) da Itália.

Pesquisadores dizem que, diferentemente da máfia siciliana, a máfia da Calábria permanece sob rigoroso controle familiar, dificultando a infiltração de agentes da polícia através de técnicas tradicionais de investigação.

Leia mais sobre máfia

    Leia tudo sobre: mafia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG