Itália pede a Lula que reconsidere asilo político a Battisti

O ministério italiano das Relações Exteriores pediu nesta quarta-feira ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva que reconsidere a decisão do ministro da Justiça, Tarso Genro, de conceder asilo político ao ex-ativista italiano de extrema-esquerda Cesare Battisti.

AFP |

"A Itália faz um pedido ao presidente Lula para que sejam tomadas todas as iniciativas possíveis, dentro da cooperação judicial internacional na luta contra o terrorismo, para uma revisão da decisão judicial adotada", afirma o comunicado da chancelaria.

O ministério manifesta ainda sua "viva surpresa e lamenta profundamente" a decisão do ministro da Justiça do Brasil.

"Cesare Battisti é um terrorista responsável por delitos muito graves, que não têm nada a ver com o estatuto de refugiado político", destaca a nota da chancelaria italiana.

Tarso Genro decidiu na terça-feira conceder o estatuto de refugiado a Battisti, de 52 anos, condenado na Itália à prisão perpétua por quatro homicídios que teria cometido entre 1977 e 1979.

Battisti, detido no Brasil em 2004 depois de fugir da França, onde havia passado mais de 10 anos, alega que é inocente.

ljm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG