Itália nega que Berlusconi tenha jantado com 6 mulheres no Brasil

Nota emitida pelo governo italiano rejeita informações de "jantar íntimo" em suíte presidencial de hotel paulistano

EFE |

O governo italiano desmentiu nesta quinta-feira que o primeiro-ministro Silvio Berlusconi tenha participado de um jantar íntimo com seis mulheres na suíte presidencial do hotel Tivoli São Paulo Mofarrej, onde ficou hospedado na cidade, durante sua visita de dois dias ao Brasil esta semana.

Divulgação
No Brasil, Berlusconi ganhou uma camiseta da seleção brasileira com o autógrafo dos jogadores
Em comunicado de imprensa, o governo italiano assegura que as informações divulgadas em alguns sites sobre uma matéria publicada no jornal "O Estado de São Paulo" "não têm fundamento e são fruto evidente da vontade de alguém de se promover".

Uma matéria publicada na versão impressa do jornal informou que seis jovens, que supostamente seriam selecionadas para participar de um programa de televisão na Itália, animaram a noite de segunda-feira de Berlusconi e de outros poucos convidados, segundo declarações da dançarina Alexandra Valença.

A jovem de 28 anos, especialista em 'pole dancing', contou ter recebido R$ 2 mil para fazer uma apresentação de dança vestida com um espartilho vermelho na suíte presidencial do hotel de luxo em que o primeiro-ministro da Itália passou a noite de segunda-feira, em São Paulo.

Segundo o comunicado do governo italiano, "na segunda-feira, dia 28 de junho, o premiê Berlusconi, acompanhado por pessoas de sua equipe e de numerosos agentes de segurança, participou, convidado por um empresário, em um dos muitos atendimentos a clientes por ocasião de sua visita ao Brasil".

"Em tal circunstância, foi organizado um breve espetáculo de folclore típico com a participação de alguns artistas brasileiros. O presidente Berlusconi não participou do posterior jantar e, depois de uma breve permanência de cortesia, se afastou por outros compromissos de trabalho", diz o texto.

O suposto jantar, que causou polêmica depois dos escândalos que cercaram Berlusconi no ano passado por suas festas privadas, teria acontecido na noite anterior à reunião do primeiro-ministro italiano com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e empresários de Brasil e Itália.

    Leia tudo sobre: ItáliaSilvio Berlusconi

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG