Itália: Mais 2 pessoas são detidas por suposta reorganização da Cosa Nostra

Roma, 20 dez (EFE).- A Polícia italiana deteve outras duas pessoas relacionadas à suposta trama mafiosa que pretendia reorganizar a cúpula da Cosa Nostra siciliana e que foi desarticulada na terça-feira, em uma operação que, até o momento, tinha levado à detenção de 91 suspeitos.

EFE |

Os dois novos detidos, Sergio Flamia e Francesco Paolo, somam-se, assim, à lista de chefes e famílias vinculadas à máfia que foram detidos durante a operação Perseo, desenvolvida na Sicília e Toscana (centro da Itália) com 99 ordens de detenção, informaram hoje fontes policiais.

A Polícia italiana comunicou também a ordem de detenção por ligação com esta trama a Enrico Scalavino, Calogero Liguri e Tommaso Di Giovanni, que já estavam na prisão.

Os detidos na operação Perseo estariam vinculados ao narcotráfico procedente da América Latina, por isso, além do crime de associação mafiosa e de tráfico de armas, são acusados de tráfico internacional de entorpecentes.

Segundo os testemunhos de mafiosos arrependidos publicados pela Justiça italiana, na Sicília, esperava-se a chegada em breve de uma carga com 100 quilos de cocaína proveniente da América do Sul, na maior parte do Brasil e do Paraguai, para a posterior distribuição por todo o país.

A Polícia italiana voltou a dar um duro golpe à Cosa Nostra, que estava sem estrutura desde a detenção, em 2006, do chefe Bernardo Provenzano e de seu "sucessor", Salvatore lo Piccolo, em 2007. EFE mcs/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG