Uma lista com 350 nomes de políticos, altos funcionários e chefes da polícia envolvidos com licitações públicas irregulares na Itália foi encontrada em um computador de um empresário, informou na noite desta quarta-feira a imprensa italiana.

Uma lista com 350 nomes de políticos, altos funcionários e chefes da polícia envolvidos com licitações públicas irregulares na Itália foi encontrada em um computador de um empresário, informou na noite desta quarta-feira a imprensa italiana.

A lista incluiria, além dos nomes dos corruptos, a descrição dos favores e o valor pago por cada intervenção.

A relação foi descoberta em 2009, pela alfândega italiana, em um computador do empresário romano Diego Anemone, envolvido em escândalos de corrupção que implicaram, entre outros funcionários, o chefe da Defesa Civil, Guido Bertolaso, e o ex-ministro do Desenvolvimento Econômico Claudio Scajola.

Scajola, suspeito de ter recebido comissão de Anemone pela compra, em julho de 2004, de um apartamento em pleno centro de Roma, com vista para o Coliseu, pediu demissão em 4 de maio passado.

Os juízes de Perugia encarregados da investigação tentam determinar, segundo a imprensa, o valor total pago por Diego Anemone para subornar os funcionários e vencer as concorrências públicas.

glr/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.