Itália enviará hoje avião à Tailândia para repatriar turistas

Roma, 1 dez (EFE).- O chefe da Unidade de Crise do Ministério de Exteriores italiano, Fabrizio Romano, anunciou que amanhã partirá o primeiro avião à Tailândia para repatriar o primeiro grupo de turistas italianos, retidos após o fechamento dos dois aeroportos de Bangcoc.

EFE |

Mais de 700 turistas italianos estão bloqueados desde quarta-feira junto com outros estrangeiros na capital tailandesa, após a ocupação por parte de manifestantes antigovernamentais dos aeroportos de Suvarnabhumi e o de Don Muang, com a pretensão de forçar a queda do Governo.

O avião, da companhia Alitalia, decolará hoje de Roma para a base militar de U-Tapao, situada a cerca de 140 quilômetros da capital, que está sendo utilizada para repatriar os turistas.

O Ministério de Exteriores explicou que organizou uma lista dos primeiros passageiros que deixarão Bangcoc e que começa por aqueles com problemas de saúde e os que estão há mais tempo bloqueados.

Segundo a imprensa local, cerca de 90 italianos conseguiram voltar a seu país com vôos alternativos nos países próximos, mas ainda há 700 retidos na Tailândia.

Romano mostrou hoje sua preocupação, já que, a cada dia que passa, o número de turistas italianos bloqueados no país aumenta, pois muitos ainda estão de férias e não devem retornar, e a situação é "muito complicada". EFE ccg/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG