Itália detém peça-chave da Camorra no tráfico para América do Sul

Roma, 26 mai (EFE).- Os Carabinieri (polícia militar) detiveram hoje Antonio Bastone, considerado um dos homens-chave da Camorra, a máfia napolitana, no tráfico de drogas com Espanha e América do Sul, confirmaram à Agência Efe fontes policiais.

EFE |

Segundo as mesmas fontes, Bastone, pertencente ao clã dos "scissionisti", viajava frequentemente à Espanha, onde em 17 de maio foi detido Raffaele Amato, um dos chefes da família homônima, membro do citado grupo mafioso.

Bastone, de 30 anos e cujo nome estava na lista dos 100 mais procurados da Itália, estava sendo perseguido desde janeiro passado, acusado de tráfico de drogas.

No momento da detenção, Bastone se escondia em um apartamento na localidade de Mugnano, na província de Nápoles, junto com outro homem com antecedentes criminais, que também foi detido.

O comandante dos Carabinieri de Nápoles, o general Gaetano Maruccia, explicou em declarações ao canal de TV "Sky TG24" que Bastone era um "elemento muito importante" do clã da Camorra na importação de cocaína através dos cartéis de narcotráfico.

Além disso, o comandante qualificou Bastone como "homem de confiança de Amato, do clã dos 'scissionisti'", que no passado foi envolvido em uma sangrenta guerra pelo poder com a família dos Di Lauro. EFE ebp/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG