Itália: Conservadores conseguem vitória na Sicília e em Friuli-Venezia Giulia

Roma, 16 abr (EFE).- Os candidatos conservadores nas eleições regionais italianas, realizadas junto com as gerais, revalidaram sua vitória na Sicília (sul), e tiraram da centro-esquerda a região de Friuli-Venezia Giulia (oeste).

EFE |

O presidente final de mandato de Friuli-Venezia Giulia, Riccardo Illy - da família proprietária da marca de café do mesmo nome -, conseguiu 46,1% dos votos, contra 53,8% de Renzo Tondo, segundo a apuração, que terminou hoje.

Tondo se apresentou como candidato de uma coalizão entre o Povo da Liberdade, a Liga Norte, a União de Centro e o Partido dos Aposentados. Illy representava o Partida Democrata, a Itália dos Valores, a Esquerda Arco-Íris e Slovenska Skupnost.

A derrota de Illy, segundo a imprensa local, parecia só "uma remota possibilidade" até poucos dias atrás, e todas as pesquisas lhe davam vantagem.

Na Sicília, o candidato conservador Raffaele Lombardo conseguiu uma clara vitória (65,3%), frente à progressista Anna Finocchiaro (30,3%).

As eleições na Sicília foram convocadas depois que o anterior presidente, o democrata-cristão Salvatore Cuffaro, renunciou, ao ser condenado a cinco anos de prisão por revelar dados sigilosos em um caso no qual também era acusado de conivência com a máfia, acusação da qual foi absolvido. EFE cr/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG