O Ministério italiano das Relações Exteriores confirmou nesta quarta-feira que dois italianos pertencentes a uma organização humanitária foram seqüestrados na região de Bas Shabelle, na Somália, informou à AFP um porta-voz da Chancelaria.

"Confirmamos o seqüestro nesta quarta-feira de manhã de dois italianos, um homem e uma mulher, membros da ONG Cooperação Italiana Norte-Sul (CINS)", afirmou um porta-voz do Ministério, que não confirmou o seqüestro de uma terceira pessoa que estaria com os italianos.

"Estamos em contato com as famílias e acompanhamos a situação com muita atenção", acrescentou.

Uma autoridade de segurança e um chefe tribal anunciaram horas antes que três voluntários haviam sido seqüestrados, segundo o dirigente local da ONG, Abderahman Yusuf Arale.

"Três voluntários, entre eles dois italianos, um homem e uma mulher, foram seqüestrados esta madrugada por homens armados", explicou à AFP Mohamed Ibrahim Ali, um morador da região.

O seqüestro ocorreu às 06h30 (00h30 de Brasília) na cidade de Awdhegle, 70 km ao sul da capital somali, Mogadíscio.

ema/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.