Itália começa a testar scanners corporais daqui a 1 semana

Roma, 25 fev (EFE).- Os passageiros que embarcarem para os Estados Unidos dos aeroportos italianos de Malpensa, a poucos quilômetro de Milão, e Fiumicino, em Roma, terão que passar por scanners corporais a partir da próxima quinta-feira, confirmaram hoje à Agência Efe fontes da Agência Nacional de Aviação Civil.

EFE |

Os aparelhos, já instalados em outros aeroportos europeus, serão usados em caráter experimental por até seis semanas (Roma).

Concluída a fase de testes, a utilização dos scanners talvez seja estendida a outros 15 aeroportos internacionais de grande movimento a partir de junho.

Tanto em Malpensa como em Fiumicino, serão usados scanners de ondas eletromagnéticas milimétricas, inócuos à saúde dos passageiros, e não aparelhos que funcionam à base de raios X, afirmou o presidente da Agência de Aviação Civil, Vito Riggio.

Para garantir a privacidade dos passageiros, o rosto dos viajantes será escurecido na imagem feita pelo dispositivo.

Imediatamente após o controle, todos os registros serão apagados.

Polêmicos, já que constrangeriam os passageiros, os scanners já foram instalados em vários países europeus, como Holanda, Inglaterra e França. EFE cpr/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG