Itália chama para consultas seu embaixador no Brasil pelo caso Battisti

A Itália decidiu chamar para consultas seus embaixador no Brasil depois da negativa de Brasília de extraditar Cesare Battisti, ex-ativistas de esquerda condenado por assassinatos, anunciou nesta terça-feira o ministério das Relações Exteriores.

AFP |

"Depois da grave decisão tomada no caso Battisti (pelo Brasil), o ministro das Relações Exteriores, Franco Frattini, decidiu chamar para consultas em Roma o embaixador da Itália no Brasil, Michele Valensise", informou a chancelaria em um comunicado.

Na noite de segunda, o procurador-geral da República do Brasil, Antonio Fernando de Souza, recomendou ao Supremo Tribunal Federal que arquivasse o pedido de extradição da Itália para Cesare Battisti, detido no Rio de Janeiro em março de 2007 depois de ter fugido da França, onde se refugiou entre 1990 e 2004.

Em 13 de janeiro, o Brasil concedeu asilo político a Battisti, ex-chefe do grupo "Proletários Armados pelo Comunismo" e condenado em 1993 pela justiça italiana à prisão perpétua por quatro assassinatos cometidos anos 1970.

No parecer de Antonio FErnando de Souza, a concessão de de refúgio significa automativamente a extinção do processo de extradição solicitado pela Itália.

kd/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG