Roma, 1º jul (EFE).- O Governo da Itália convocou para consultas a seu embaixador em Honduras, após a crise gerada pelo golpe militar que derrubou o presidente Manuel Zelaya.

Em nota, o Ministério de Assuntos Exteriores italiano disse que passou os últimos dias em estreito contato com seus colegas europeus e com o secretário-geral da Organização dos Estados Americanos (OEA).

"Em linha com a atitude demonstrada por outros países da União Europeia (UE)", Itália decidiu chamar para consultas seu embaixador em Tegucigalpa, Giuseppe Magno, acrescenta o comunicado.

O Governo italiano segue assim o exemplo da Espanha, que também convocou seu embaixador um dia depois de a Chancelaria espanhola ter pedido aos países-membros da UE que aderissem à iniciativa. EFE cps/sc

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.