Israelenses comparecem às urnas para escolher futuro governo

Os locais de votação abriram as portas nesta terça-feira para eleições legislativas em Israel marcadas pela popularidade da extrema-direita e uma disputa acirrada entre o ex-premier Benjamin Netanyahu e a ministra das Relações Exteriores, Tzipi Livni.

AFP |

As fortes chuvas no país pode influenciar de forma negativa a participação dos eleitores.

Vários partidos organizaram serviços de transporte para levar os eleitores às urnas, especialmente os idosos.

O Likud, principal partido da oposição de direita, liderado por Netanyahu, e o Kadima, a formação de centro-direita de Livni, podem obter, segundo as pesquisas, 25 cadeiras cada um de um total de 120 no Parlamento.

O partido de extrema-direita laico Israel Beiteinu, dirigido pelo deputado Avigdor Lieberman, ficaria na terceira posição, à frente do Partido Trabalhista (centro-esquerda) do ministro da Defesa, Ehud Barak.

Um total de 5.278.985 eleitores estão registrados em 9.263 colégios eleitorais, que abriram as portas às 7H00 locais (3H00 de Brasília) e fecharão às 22H00 (18H00 de Brasília). As pesquisas de boca-de-urna devem ser divulgadas logo depois do fim da votação.

pa/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG