Jerusalém, 2 jun (EFE).- Um árabe foi morto e um judeu ficou ferido por disparos de um israelense nesta madrugada nos arredores da Cidade Antiga de Jerusalém, informaram fontes policiais.

"Um homem judeu de 48 anos fazia meditação na Cidade Antiga, quando um árabe se aproximou. Ele achou que seria atacado e o baleou, causando sua morte", disse à Agência Efe o porta-voz da Polícia em Jerusalém, Shmuel Ben Robi.

"Pouco depois, encontrou outros dois homens judeus que lhe pediram um cigarro e, segundo declarou, também pensou que seria atacado, e baleou um deles, lhe ferindo gravemente", afirmou.

Os primeiros disparos aconteceram durante a madrugada na praça Tzahal, nos arredores da velha cidadela, enquanto o segundo ataque ocorreu na rua de Hanevim, na região central.

O suspeito foi detido pela Polícia e confessou os crimes, e agora investiga as causas.

Embora ainda não seja descartado um motivo nacionalista, já que a vítima fatal é árabe, a Polícia considera possível que o autor do assassinato "sofra de problemas mentais", e pedirá a um juiz que ordene que seu estado de saúde mental seja analisado, disse Ben Robi. EFE aca/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.