Israel vai liberar 199 prisioneiros nesta segunda-feira

Israel vai liberar na segunda-feira 199 prisioneiros palestinos em gesto de apoio ao presidente palestino, Mahmud Abbas, declarou neste domingo a administração penitenciária.

AFP |

"Estes prisioneiros serão liberados na manhã de segunda-feira, depois de terem sido transferidos nos últimos dias ao centro de detenção de Ofer", perto de Ramallah, na Cisjordânia, ao norte de Jerusalém, destacou a administração num comunicado.

"Os detentos, que passaram por exames médicos e encontraram delegados da Cruz Vermelha (CICR), serão transferidos no posto de controle de Bitunya", destacou.

A decisão de liberar mais de 150 prisioneiros palestinos foi tomada no início de agosto, ao final de uma reunião entre o primeiro-ministro, Ehud Olmert, e Abbas. A data de 25 de agosto foi citada como possível.

Por sua vez, a Autoridade palestina espera que estas liberações, que incluem dois palestinos condenados por atentados sangrentos, constituam um precedente.

"Israel vinha recusando até agora liberar prisioneiros acusados de terem cometido ataques sangrentos. O fato de eles liberarem estes prisioneiros mostra que os critérios mudaram e abre caminho a outras liberações", afirmou à imprensa o ministro palestino encarregado do caso dos prisioneiros, Ashraf al-Ajrami.

Os 199 presos pertencem quase todos a grupos ligados ao movimento do Fatah, dirigida pelo presidente Abbas. Nenhum faz parte do movimento islâmico rival Hamas, no poder em Gaza, nem da Jihad islâmica.

Mark Regev, o porta-voz do primeiro-ministro Olmert havia indicado segunda-feira passada que eles seriam "soltos como gesto para o presidente palestino Mahmud Abbas" com que Israel negocia a paz.

Leia mais sobre: Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG