Por Allyn Fisher-Ilan JERUSALÉM (Reuters) - Israel ordenou seus diplomatas a usarem uma fotografia antiga de um ex-líder religioso palestino se encontrando com Adolf Hitler para conter a desaprovação mundial ao plano israelense de construção na parte Oriental de Jerusalém.

Autoridades israelenses afirmaram nesta quarta-feira que o ministro de Relações Exteriores, Avigdor Lieberman, pediu aos embaixadores israelenses que circulem a foto, tirada em Berlim em 1941, do líder nazista sentado perto de Haj Amin al-Husseini, o maior líder religioso muçulmano em Jerusalém.

Uma autoridade disse que Lieberman, um ultranacionalista, espera que a foto "envergonhe" países ocidentais e faça com que deixem de exigir que Israel interrompa o projeto em uma área predominantemente árabe na parte Oriental de Jerusalém.

Israel capturou Jerusalém Oriental em 1967, anexando-a como parte de sua capital não-reconhecida internacionalmente.

Os Estados Unidos e a Europa se opuseram ao plano de incorporadores israelenses de construir 20 apartamentos em território que Israel diz ter sido comprado por um milionário americano-judeu assim como ameaças de Israel de demolir casas de palestinos que poderiam deixar milhares de desempregados.

(Reportagem adicional de Mohammed Assadi em Ramallah)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.