Israel testa resposta a eventual ataque com míssil de ogiva química

O Exército israelense fez, nesta quinta-feira, um exercício de resposta a uma hipotética queda de um míssil balístico de ogiva química contra seu território, disse um comunicado militar.

AFP |

"Esse exercício é um dos mais importantes desse tipo já realizados nos últimos anos em uma base do Exército por parte da Defesa passiva", informou a nota, acrescentando que a simulação aconteceu em Tel Aviv.

"Envolveu unidades de reservistas, especialistas da luta antiquímica e antibacteriológica, assim como dos serviços de saúde do Exército, em correlação com a polícia, os bombeiros e os serviços de emergência do Magen David Adom (equivalente israelense da Cruz Vermelha) e da prefeitura", ainda de acordo com as forças militares.

Durante a guerra entre Israel e o Hezbollah de meados de 2006, o movimento xiita libanês lançou mais de 4.000 foguetes contra a região hebréia da Galiléia, obrigando um milhão de israelenses a fugir para o sul, ou a procurar abrigos.

Israel também se preocupa com os mísseis balísticos de longo alcance, de ogiva convencional, ou não, de que dispõe o Irã, seu inimigo declarado.

ChW/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG