Israel teme que Irã tome controle do Líbano e da Faixa de Gaza

Israel teme que o Irã tome o controle do Líbano e da Faixa de Gaza por meio dos movimentos radicais de ambos os territórios, Hezbollah e Hamas, respectivamente, declarou neste domingo o vice-ministro da Defesa, Matan Vilnai.

AFP |

"A possibilidade mais perigosa para nós seria ver o Irã tomar o controle da Faixa de Gaza e do Líbano (...) por meio de movimentos manipulados por Teerã", disse Vilnai à rádio pública.

"O presidente egípcio, Hosni Mubarak, afirmou recentemente que o Egito tem uma fronteira com o Irã através da Faixa de Gaza (controlada pelos islamitas palestinos do Hamas). Para Israel é ainda pior, já que não se trata apenas desse território, há também no norte o Líbano", explicou este general da reserva em referência ao movimento xiita libanês Hezbollah.

No entanto, Vilnai considerou que Israel "não deve intervir, e sim manter os olhos abertos" no Líbano.

"Tenho a impressão de que os libaneses querem evitar a guerra civil porque já têm uma experiência nesse campo", acrescentou.

O presidente israelense, Shimon Peres, havia acusado na sexta-feira o Irã de atiçar os confrontos no Líbano, onde na quinta-feira foram desencadeados violentos enfrentamentos entre militantes da maioria e da oposição.

Os confrontos foram retomados neste domingo em Tripoli, grande cidade litorânea do norte do Líbano, deixando pelo menos uma pessoa morta.

Essas ações foram praticadas após um retorno à calma constatado desde sábado em Beirute após os combates de quinta e sexta-feira entre os partidários da coalizão governamental anti-síria, principalmente sunitas, e os militantes xiitas do Hezbollah, que lidera a oposição ligada a Síria e Irã.

jlr/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG