Israel simula ataque de mísseis generalizado contra seu território

Israel realizou nesta terça-feira um exercício de defesa passiva no qual simulou um ataque generalizado com mísseis em todo o país.

AFP |

As sirenes de emergência soaram durante um minuto e meio, indicando aos israelenses que deviam correr para os abrigos públicos ou para as salas blindadas, construídas nas residências mais recentes.

As redes de TV e as emissoras de rádio difundiam mensagens pedindo que a população se dirigisse rapidamente para os abrigos, acrescentando que se tratava de um exercício.

Nos centros comerciais, nas escolas, e nas repartições públicas, a maioria das pessoas entrava nos abrigos onde permaneceram por cerca de dez minutos.

"Tive a sensação de que estava sonhando... ninguém reagiu quando soaram as sirenes e as pessoas continuavam com suas atividades", reconheceu, no entanto, uma motorista, próximo de um centro comercial de Tel Aviv.

O Exército havia pedido à população que armazenasse reservas de alimentos, de água e de material de emergência nos abrigos.

"Quando utilizamos as sirenes de emergência, queremos que todos os cidadãos israelenses tomem consciência de que um alerta pode ocorrer a qualquer momento e em qualquer lugar e que devem saber como se comportar", declarou à rádio pública o vice-ministro israelense da Defesa, Matan Vilnai.

ChW-pa/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG