Israel rejeita críticas internacionais sobre colonização

Israel rejeitou nesta terça-feira os apelos dos Estados Unidos, da União Europeia, da França e da Rússia para congelar a colonização na parte leste de Jerusalém.

AFP |

"Israel atua, e atuará, em função de seus interesses nacionais, principalmente no que se refere a Jerusalém", afirmou em comunicado o vice-ministro das Relações Exteriores, Dany Ayalon.

"Nossos direitos sobre Jerusalém, e inclusive sobre seu desenvolvimento, não podem ser contestados", prosseguiu.

Por sua vez, o ministro do Interior e vice-primeiro-ministro Elie Yishai proclamou que Israel "não é a filial de outro país no mundo". "O governo e o Estado de Israel têm o direito de construir em qualquer lugar do território israelense", insistiu.

Os dois dirigentes respondiam às críticas formuladas em todo o mundo contra o anúncio, domingo, de um projeto de construção de 20 alojamentos em um bairro da parte leste de Jerusalém.

jlr/yw

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG