Israel registra 2ª suspeita de gripe suína

Jerusalém, 26 abr (EFE).- Israel internou e isolou um homem que chegou do México, o segundo suspeito de sofrer de gripe suína, que o Ministério da Saúde israelense pediu para ser chamada de gripe mexicana.

EFE |

"Nos próximos dois ou três dias, se saberá se os dois pacientes internados estão infectados com a gripe mexicana", disse à Agência Efe Einav Shimron, porta-voz do ministério, que acrescentou que Israel "está perfeitamente preparado" para enfrentar a doença caso chegue ao país.

A porta-voz não quis explicar os motivos pelos quais seu ministério pediu aos jornalistas e especialistas que façam referência à doença como "gripe mexicana", e não como gripe suína, como é designada no resto do mundo.

Shimron disse apenas que essa terminologia "foi a sugerida" pelo vice-ministro da Saúde israelense, Yakov Litzman, e será a seguida no país.

O vice-ministro informou hoje à imprensa sobre os detalhes do segundo caso suspeito de ter gripe suína e disse que, embora ainda não haja uma advertência oficial de não viajar ao México, neste momento, não é recomendável fazer isso.

O segundo paciente voltou ontem do México e foi internado no Centro Médico Meir da localidade de Kfar Saba (próxima a Tel Aviv) com tosse e febre, informou a edição on-line do jornal "Yedioth Ahronoth".

Outro israelense de 26 anos que voltou do México há poucos dias, permanece também internado em um hospital da cidade de Netânia, no nordeste do país.

As autoridades sanitárias ordenaram aos centros médicos que qualquer caso suspeito seja colocado em quarentena até que os testes médicos confirmem ou desmintam se o paciente tem a gripe. EFE aca/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG