Israel recebe 400 novos imigrantes judeus para seu 60º aniversário

Quatrocentos novos imigrantes judeus de 23 países diferentes foram recebidos nesta segunda-feira em Israel, durante uma cerimônia especial organizada por ocasião do 60º aniversário da fundação do Estado hebreu.

AFP |

Eles foram recebidos pelo ministro da integração, Yaacov Edery, e pelo presidente da Agência judaica Zeev Bielsky. A cerimônia foi realizada no aeroporto Ben Gurion de Tel Aviv, após a chegada de aviões vindos de Moscou e Paris.

"Estou emocionado de poder comemorar os 60 anos de Israel recebendo centenas de novos imigrantes", declarou Edery à AFP.

Crianças de uma escola de Jerusalém distribuíram rosas vermelhas aos novos imigrantes, visivelmente emocionados pela recepção.

"É o melhor momento da minha vida", confessou David Benhamou, um jovem cantor francês de 27 anos.

O Grande Rabino de Israel, Shlomo Amar, pronunciou um breve discurso de boas-vindas antes de cortar um pão e mergulhá-lo no sal, segundo uma antiga tradição judaica. Ele distribuiu em seguida pedaços deste pão aos presentes.

"Tinha um sonho desde a minha infância quando, em 1948, meus pais falaram da possibilidade de morar em Israel. Hoje, 60 anos depois, aqui estou", comentou Richard Dana, um aposentado da Córsega, que pretende se instalar em Ashdod, uma cidade costeira ao sul de Tel Aviv.

Os novos imigrantes vão se estabelecer em 50 cidades ou aldeias, segundo os números fornecidos pela Agência judaica, o órgão do governo encarregado da imigração.

A imigração judaica em Israel conheceu uma diminuição importante nos últimos anos, atingindo em 2007 seu nível mais baixo em 20 anos com menos de 20.000 imigrantes.

Desde a criação do Estado de Israel, três milhões de novos imigrantes judeus foram recebidos no país, sendo mais de um milhão em procedência da ex-União Soviética.



    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG