A ministra israelense das Relações Exteriores, Tzipi Livni, disse neste sábado que não há uma data para o fim da ofensiva militar de Israel contra a Faixa de Gaza, já que primeiro se deve alcançar os objetivos fixados.

"Não queremos ocupar Gaza novamente, mas precisamos atingir nossos objetivos", destacou Livni em entrevista ao jornal Washington Post.

Sobre a data de 20 de janeiro para o início de uma trégua, para coincidir com a posse do presidente americano, Barack Obama, a ministra limitou-se a responder que a Israel também não interessa uma longa operação, mas que a ação vai prosseguir até que o Hamas seja desarticulado.

"No final das contas, trata-se de uma guerra contra o terrorismo. Não pedimos à comunidade internacional que se una a nossa luta, mas pedimos que nos entenda e nos dê tempo", destacou Livni.

A chanceler afirmou que Israel quer garantir que após a operação não voltará a enfrentar "um Hamas rearmado".

mk/LR

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.