Israel: Quatro mulheres ficam na liderança da lista do partido Kadima

Jerusalém, 18 dez (EFE).- Quatro mulheres ficaram na liderança da lista do partido governante israelense Kadima, ao ficar entre os dez primeiros candidatos às eleições de 10 de fevereiro, anunciou hoje a legenda.

EFE |

Além da ministra de Exteriores, Tzipi Livni, líder do partido e candidata a primeira-ministra, estão a presidente do Parlamento, Dalia Itzik; a ministra do Turismo, Ruhama Abraham, e a deputada e vice-ministra de Imigração, Marina Solodkin.

As três ficaram entre os dez primeiros candidatos da lista a deputados que Kadima apresentará às eleições de 10 de fevereiro, após os resultados das eleições primárias realizadas ontem.

Com um índice relativamente baixo de participação (44,1%), as primárias serviram para que a maioria dos atuais dirigentes revalidasse suas candidaturas, mas alguns, como o vice-primeiro-ministro Haim Ramon, perderam posições.

As pesquisas dão ao Kadima, partido criado em 2005 pelo ex-primeiro-ministro Ariel Sharon, cerca de 24 deputados nas próximas eleições, atrás do nacionalista Likud, que poderia superar as 30 cadeiras.

Após saber dos resultados, Livni disse que o Kadima escolheu "uma seleção de vencedores" que "representa o centro" do mapa político israelense.

Livni teve a oportunidade de formar Governo em outubro, quando o atual primeiro-ministro, Ehud Olmert, anunciou a renúncia por causa de suspeitas de corrupção, mas ela considerou que o partido ultra-ortodoxo Shas exigia demais nas negociações para uma nova coalizão, após o qual foram convocadas eleições antecipadas. EFE elb/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG