Israel pretende construir 20 casas em assentamento da Cisjordânia

Jerusalém - Israel estuda a construção de 20 novas casas no assentamento judaico de Maskiot, na Cisjordânia, apesar de ter se comprometido a cessar a expansão de colônias, informou hoje a rádio pública israelense.

EFE |

A decisão foi tomada apesar de o Estado judeu manter conversas de paz com os palestinos e de ter que se comprometido com os Estados Unidos a interromper os planos para a construção de 180 novas casas no assentamento.

Uma comissão aprovou o projeto de construção, que deve ser ratificado pelo ministro da Defesa, Ehud Barak, acrescentou a emissora.

Nenhuma fonte governamental israelense se pronunciou até o momento sobre a construção, e são esperadas fortes reações da Autoridade Nacional Palestina (ANP) e dos EUA, que consideram a construção e expansão dos assentamentos judaicos um dos principais obstáculos ao processo de paz.

Quando aceitou o plano de paz do "Mapa de Caminho", em 2003, Israel se comprometeu a suspender a construção nas colônias.

Mas apesar do diálogo político com a ANP, as autoridades israelenses aprovaram nos últimos meses a construção de prédios em Jerusalém Oriental - densamente povoada por palestinos - e em colônias próximas à urbe, que o Estado judeu não considera assentamentos, mas parte da área da cidade santa.

Leia mais sobre: Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG