Jerusalém, 9 jan (EFE).- Israel se prepara para levar mais forças da reserva à Faixa de Gaza, após a decisão de hoje do mini-gabinete para Assuntos de Segurança Nacional de continuar com a ofensiva que começou em 27 de dezembro.

"O Exército israelense ultima os preparativos para a terceira fase da operação, que consiste na entrada de mais forças reservistas e com elas estender as operações terrestres", informa esta noite o jornal "Maariv" em sua página digital.

Milhares de israelenses receberam nas últimas semanas a chamada "Ordem 8", que reivindica sua incorporação nas fileiras por situação de emergência nacional.

Israel resolveu hoje continuar sua ofensiva militar na Faixa de Gaza após rejeitar uma resolução de cessar-fogo do Conselho de Segurança da ONU.

A decisão de avançar para novas fases da ofensiva foi tomada pelo mini-gabinete para Assuntos de Segurança Nacional do Governo israelense, formado pelo primeiro-ministro, Ehud Olmert, o ministro da Defesa, Ehud Barak, e a titular de Exteriores, Tzipi Livni.

"Israel tem o direito de defender seus cidadãos e, com esse objetivo, o Exército continuará agindo (em Gaza) até completar os objetivos da operação, ou seja, mudar a situação da segurança no sul de Israel", segundo um comunicado do escritório de Olmert.

"Israel nunca concordou em que terceiros determinem seu direito a defender a sua cidadania (...) e por isso continuará executando os planos aprovados no começo da operação", afirma Olmert. EFE Elb/mh

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.