A administração militar israelense da Cisjordânia confiscou 170 hectares de terras palestinas para um projeto de extensão da colônia de Efrat, ao sudeste de Jerusalém, informa o jornal Haaretz.

O projeto consiste na construção de 2.500 residências, segundo o jornal. Mas antes do início das obras, o projeto deve ser aprovado pelo primeiro-ministro e pelo ministro da Defesa.

A colônia de Efrat (9.000 habitantes) integra o bloco de Gush Etzion, um dos três grandes blocos de colônias na Cisjordânia que Israel deseja conservar no caso de qualquer solução ao conflito israelense-palestino.

jp/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.