Gaza, 17 nov (EFE).- Israel abriu hoje o posto fronteiriço de Kerem Shalom com a Faixa de Gaza, após 12 dias consecutivos de fechamento, e permitiu a entrada de 30 caminhões carregados com alimentos e ajuda humanitária para o lado palestino.

De acordo com Hatem Owaida, assessor do Ministério da Economia de Gaza, as autoridades israelenses comunicaram que "hoje permitirão a entrada de 30 caminhões, 12 deles com produtos lácteos e comida congelada para importadores privados e o restante para a Agência das Nações Unidas para os Refugiados Palestinos (UNRWA)".

Na semana passada, a UNRWA foi obrigada a suspender a ajuda a 750 mil palestinos em Gaza por causa do término de seu estoque e do fechamento israelense dos postos fronteiriços.

A passagem de Nahal Oz, pela qual entra o combustível, continuará fechada hoje, o que prolongará os contínuos cortes de eletricidade e blecautes que afetaram nos últimos dias a população palestina em várias áreas da Faixa de Gaza.

As autoridades israelenses permitiram a abertura hoje de Kerem Shalom, apesar de continuar o lançamento de foguetes palestinos contra o território israelense, e a milícia das Brigadas Al Quds reivindicaram a autoria de vários ataques.

O lançamento de foguetes foi retomado no último dia 5 após Israel realizar, na noite anterior, uma incursão na Faixa de Gaza na qual morreram seis milicianos.

A série de ataques e contra-ataques que aconteceram desde então, na qual morreram 15 palestinos, colocou em perigo a manutenção da trégua válida na região desde o último mês de junho, quando Israel e o Hamas chegaram a um acordo para um cessar-fogo de seis meses. EFE sar/fh/fal

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.