Israel pede que EUA adotem embargo como de Cuba contra Irã

JERUSALÉM (Reuters) - Os Estados Unidos deveriam impor sanções unilateralmente contra o Irã da mesma maneira como agiram sozinhos ao adotar um embargo contra Cuba há 50 anos, disse o ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, nesta terça-feira. Israel, que vê uma ameaça mortal na perspectiva de o Irã desenvolver uma bomba nuclear, tem feito lobby pela adoção de sanções paralisantes por parte do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) contra o setor energético do Irã.

Reuters |

Washington e outras potências mundiais, entretanto, hesitam por enquanto em prosseguir com tais medidas, e o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, afirmou na semana passada que o Conselho de Segurança deveria ser colocado de lado, se não conseguisse chegar a um acordo para agir.

"Estamos um pouco preocupados com o compasso dos acontecimentos na arena internacional", disse Lieberman a jornalistas.

"Acho que, a partir de agora, Israel deveria talvez mudar um pouco a sua política para o Irã, e deveríamos pedir que os Estados Unidos adotem o modelo cubano... Assim, os EUA sozinhos podem fazer tudo a fim de conter esse programa (iraniano)."

(Por Dan Williams)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG