Israel: Netanyahu descarta qualquer aliança com futuro líder do Kadima

O líder da oposição israelense de direita (Likud) Benjamin Netanyahu descartou nesta quinta-feira qualquer tipo de aliança com o sucessor de Ehud Olmert na direção do partido Kadima (centro) e recomendou a convocação de eleições antecipadas.

AFP |

"Este governo terminou sua missão. Não importa quem será o novo líder do Kadima", declarou Netanyahu à rádio pública um dia depois do anúncio da futura demissão do primeiro-ministro.

"Todo mundo é responsável neste governo por uma série de erros. É preciso deixar o povo decidir convocando eleições. É um governo de pessoas que se prendem a seus postos", acrescentou o ex-primeiro-ministro (1996-1999).

"Se eu for eleito, formarei um governo de união e não uma colcha de retalhos", concluiu.

O primeiro-ministro israelense Ehud Olmert, enfraquecido por vários casos de corrupção, anunciou quarta-feira que não se candidataria à direção de seu partido, o Kadima, em meados de setembro e que renunciaria a seu cargo.

Netanyahu surgiu como favorito nas pesquisas para a disputa à Presidência do Conselho.

jlr-pa/dm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG