observa cuidadosamente a situação - Mundo - iG" /

Israel não intervirá no Líbano, mas observa cuidadosamente a situação

Jerusalém, 11 mai (EFE).- Israel observa cuidadosamente a crise do Líbano mas, por enquanto, não intervirá, disse hoje o vice-ministro da Defesa israelense, Matan Vilnai, à rádio do Exército.

EFE |

Seu país está preparado para se a crise do Líbano gerar uma nova guerra civil, disse Vilnai, que advertiu que a situação atual poderia levar a uma tomada do Governo por parte da milícia xiita Hisbolá.

"Precisamos manter nossos olhos abertos e ser especialmente delicados com tudo o que está ocorrendo ali", disse.

"Não devemos nos envolver. Precisamos observar e acompanhar isso de muito perto, inclusive mesmo que tenhamos de estar lidando em outras frentes", acrescentou o vice-ministro, em referência à Faixa de Gaza, de onde milicianos islamitas lançaram dezenas de foguetes nos últimos dias.

"Israel está especialmente preocupado com a situação no Líbano, principalmente levando em conta o controle do Hamas sobre Gaza, já que o Hamas e o Hisbolá, como aliados iranianos, são mutuamente dependentes", acrescentou.

A milícia libanesa se retirou ontem de Beirute, mas a violência contínua entre partidários do Governo e da oposição libanesa na cidade de Trípoli.

O grupo xiita tomou o controle da maioria dos bairros muçulmanos da capital entre quinta e sexta-feira, após intensos confrontos com seguidores dos grupos governistas.

Segundo fontes policiais libanesas, até o momento, os enfrentamentos - os mais violentos desde o fim da guerra civil libanesa (1975-1990) - deixaram 36 mortos e 128 feridos. EFE aca/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG