Israel mata ministro do Interior do Hamas

GAZA - O Exército de Israel anunciou ter matado nesta quinta-feira, em Gaza, o ministro do Interior do Hamas, Said Siam, um dos principais líderes do movimento radical islâmico. A Al-Quds TV, rede de televisão do Hamas, confirmou a notícia.

Redação com agências internacionais |


"Em uma operação conjunta do Exército israelense e do Shin Beth (serviço de segurança interna), aviões bombardearam uma casa" em Gaza onde estavam Said Siam, seu irmão Iyad Siam e uma terceira pessoa, declarou à AFP um porta-voz do Exército de Israel. "O alvo foi atingido", destacou.

Em comunicado, o braço armado do Hamas afirmou que "o sangue de Said Siam não será derramado em vão". "A resposta virá não com palavras, mas com atos", afirmaram as Brigadas Ezzedin al-Qassam.

Nesta quinta-feiras, as forças israelenses aprofundaram a sua incursão na Cidade de Gaza e os combates se intensificaram, ampliando a pressão sobre o Hamas num momento em que ambas as partes avaliam uma proposta de cessar-fogo. Os bombardeios de hoje foram os mais violentos em três semanas de conflito.

Após 20 dias de confrontos, fontes dos serviços de saúde de Gaza dizem que pelo menos de 1.028 pessoas morreram - cerca de 30% delas são crianças. Nesse mesmo período, Israel teve 13 mortes - sendo 10 soldados, além de 3 civis atingidos por foguetes do Hamas.

20º dia de ataques

Leia também

Vídeos

Opinião

Leia mais sobre: Oriente Médio

    Leia tudo sobre: faixa de gaza

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG