Israel mantém fronteiras com Gaza fechadas pelo segundo dia

Jerusalém - Israel mantém hoje fechadas pelo segundo dia consecutivo todas as passagens fronteiriças com a Faixa de Gaza, por ordem de seu ministro da Defesa, Ehud Barak, informaram fontes do Ministério.

EFE |

Barak se reuniu ontem à noite com os assessores do Ministério e com altos comandantes do Exército para decidir os passos de Israel na trégua decretada na semana passada, depois de na terça-feira a Jihad Islâmica palestina lançar três foguetes desde Gaza.

Para a organização islamita, o ataque foi legítimo e em resposta à morte nesse dia de um de seus milicianos em uma operação do Exército israelense na Cisjordânia, apesar de a trégua não estar vigente nesse território.

Segundo o acordo firmado entre Israel e o Hamas, com a mediação do Egito, após três dias de trégua as passagens à Gaza deviam ser abertas progressivamente para a entrada de produtos.

No domingo e na segunda-feira, o Estado judeu permitiu a entrada de dezenas de caminhões, mas ainda em uma quantidade muito abaixo da normal no período anterior ao bloqueio à faixa, que faz agora um ano.

Na terça-feira, a Jihad lançou os três foguetes e Israel decidiu que no dia seguinte fecharia as passagens até avaliar as condições de segurança na região, uma decisão que voltou a ser aplicada hoje.

O Hamas afirmou que o fechamento das fronteiras é uma "flagrante violação da trégua".

"Ao fechar as passagens, a ocupação sionista rompe a cláusula mais importante do acordo (de trégua)", indicou um porta-voz do Hamas.

Leia mais sobre : Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG