Publicidade
Publicidade - Super banner
Mundo
enhanced by Google
 

Israel mantém acessos a Gaza fechados

Os pontos de passagem entre Israel e a Faixa de Gaza permanecerão fechados nesta terça-feira, anunciaram as autoridades israelenses.

AFP |

"A decisão foi tomada pelo ministro da Defesa, Ehud Barak, já que prosseguem os disparos de foguetes palestinos contra o sul de Israel", declarou à AFP Peter Lerner, porta-voz do coordenador das atividades israelenses nos territórios palestinos.

Quatro foguetes lançados a partir da Faixa de Gaza caíram na segunda-feira no deserto de Neguev, sem provocar vítimas.

Os disparos acontecem há mais de duas semanas, em uma violação da trégua de cinco meses acordada entre Israel e o Hamas graças à mediação do Egito.

Israel impõe um bloqueio à Faixa de Gaza desde que os radicais do Hamas tomaram o poder pela força em junho de 2007, expulsando da administração o partido Fatah do presidente Mahmud Abbas.

A Faixa de Gaza está completamente fechada desde 5 de novembro, data em que teve início a onda de violência. No entanto, Israel autorizou na segunda-feira a entrada no território palestino de um comboio de caminhões com ajuda humanitária.

Ajuda humanitária

A ONU retomou nesta terça-feira a distribuição de ajuda humanitária à população da Faixa de Gaza, depois que Israel autorizou transporte de mantimentos na região.

"A distribuição acontece em pequenas quantidades, que transportamos na segunda-feira. As provisões vão durar alguns dias, não semanas", disse à AFP o porta-voz de Agência da ONU para os Refugiados Palestinos (UNRWA), Chris Gunnes.

Israel autorizou na segunda-feira a entrada em Gaza de 33 caminhões com alimentos, medicamentos e equipamentos médicos em Gaza, que está fechada há duas semanas por causa da violência.

Em períodos de normalidade, a UNRWA distribui ajuda alimentar a 750.000 pessoas em Gaza, ou seja, metade da população do território.

Leia mais sobre Gaza
 

Leia tudo sobre: gaza

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG