Israel lembra seus soldados mortos em combate

Israel começou na noite desta terça-feira a observar o Dia da Lembrança - Yom Haatzmaut - dedicado aos soldados mortos durante os conflitos armados que povoaram seus 60 anos de história.

AFP |

As bandeiras foram colocadas a meio pau nos prédios públicos em homenagem aos 22.437 soldados israelenses que caíram em campos de batalha desde a criação do Estado hebreu, em 14 de maio de 1948.

O Dia da Lembrança volta-se, também, para os 1.634 civis israelenses mortos em atentados. Como acontece a cada ano, às 20H00 locais (17H00 GMT), os israelenses pararam durante ao som de sirenes que ecoam através do território nacional.

A cerimônia principal começou, em seguida na esplanada junto ao Muro das Lamentações na cidade velha, no setor oriental de Jerusalém conquistado e anexado em 1967, onde o presidente israelense Shimon Peres, com um mantô escuro e "kippa" preto, acende a chama da lembrança.

"O povo judeu veio aqui para lutar por seu lar, e foram os seus filhos que morreram", declarou às famílias enlutadas.

"Nos últimos 60 anos, dispomos de um lar e o construímos numa torrente de lágrimas (...) Queremos viver em paz com nossos vizinhos, e desejamos apertar-lhes as mãos, mas nossos inimigos sabem que nós podemos também apertar o gatilho", acrescentou.

O chefe do estado-maior, general Gaby Ashkenazi, afirmou por sua vez: "Tsahal (o exército) permanecerá como o pilar do Estado até que a calma e a paz reinem em nossas fronteiras".

Junto com ramos de flores dispostos, o Kadish, a prece judia pelos mortos, foi recitada por um rabino.

Após a cerimônia, a multidão retomou em coro a "Hatikvah" (Esperança), o hino nacional, e se dispersou.

Nesta quarta-feira, quando se comemora o Dia da Lembrança propriamente dito, as sirenes serão acionadas às 11H00 (08H00 GMT).

De acordo com o protocolo, o primeiro-ministro Ehud Olmert presidirá uma outra importante cerimônia no canteiro militar do cemitério de Mont Herzl em Jerusalém ocidental, onde estão enterradas personalidades históricas da nação.

chw/tp/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG