Israel lembra os 13 anos do assassinato de Rabin

Diversas cerimônias estão previstas em Israel para lembrar a partir desta terça-feira o assassinato do ex-premier trabalhista Yitzhak Rabin há 13 anos.

AFP |

Uma concentração será organizada durante a tarde no local em que Rabin foi assassinado, em 4 de novembro de 1995 ao fim de uma manifestação pacífica em Tel Aviv, por Ygal Amir, um judeu extremista contrário ao processo de paz com os palestinos.

Outro evento acontecerá ao redor da sepultura de Rabin no Monte Herzl, em Jersualém, na presença da família do falecido primeiro-ministro e de autoridades do governo de Israel.

Nos próximos dias várias cerimônias lembrarão o legado de Rabin.

Israel marcará oficialmente em 10 de novembro, de acordo com o calendário lunar judeu, o aniversário da morte que comoveu o país, com uma cerimônia no Monte Herzl e uma sessão especial no Parlamento.

ChW/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG