Saiba tudo sobre o Estado de Israel " / Saiba tudo sobre o Estado de Israel " /

Israel lembra com pompa e fervor patriótico seu 60º aniversário

JERUSALÉM - Com pompa, fervor patriótico e enfeitado com bandeiras azuis e brancas com a estrela de Davi, Israel lembrou, a partir de hoje à tarde, o 60º aniversário de sua criação. http://ultimosegundo.ig.com.br/mundo/2008/05/07/saiba_tudo_sobre_o_estado_de_israel_1301788.htmlSaiba tudo sobre o Estado de Israel

EFE |

A presidente do Parlamento, Dalia Itzik, foi a encarregada de hastear a bandeira do Estado no começo de uma cerimônia junto ao túmulo, em Jerusalém, de Theodor Herzl, pai do movimento sionista.

Ali, 12 israelenses acenderam o mesmo número de tochas, como símbolo das antigas 12 tribos de Israel. As comemorações começaram com o pôr do sol, ao terminar o dia de luto em lembrança dos 22.437 militares e civis mortos no campo de batalha e atentados terroristas desde 1860, quando os judeus começaram a construir os primeiros bairros fora da amuralhada cidade antiga de Jerusalém.

A independência de Israel foi proclamada em 1948 por David Ben Gurion, considerado o "arquiteto" do país, do qual se tornou então o primeiro chefe de governo.

AFP

AFP

Show que marca o início das comemorações oficiais tem dança e fogos


O som das sirenes durante dois minutos, pela manhã, paralisou toda atividade, e tanto pedestres quanto motoristas e comerciantes em absoluto silêncio e olhar baixo lembraram os mortos em ações bélicas.

A imensa maioria dos mortos israelenses, lembrados durante o dia, perdeu a vida em guerras com as nações árabes vizinhas que ocorreram desde 1948, e nas duas Intifadas palestinas contra a ocupação da Cisjordânia e da Faixa de Gaza.

"Não há nada que desejemos mais do que encerrar o conflito com nossos vizinhos e nada traria mais benefícios a ambas as partes que o fim do conflito", disse em cerimônia realizada hoje de manhã o primeiro-ministro israelense, Ehud Olmert.

Enquanto isso, o presidente de Israel, Shimon Peres, recebia muitos cumprimentos de governantes e líderes políticos mundiais, entre eles a rainha Elizabeth 2ª da Inglaterra, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, e a senadora de Nova York e pré-candidata à presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton.

Celebrações por todo o país

As comemorações populares começaram após o término do dia de luto, com multidões nas ruas para festejar com shows, música e festas o seu Dia da Independência.

As prefeituras de todas as cidades também ofereceram concertos e shows de fogos de artifício.

A Companhia de Eletricidade de Israel lançou há algumas semanas uma iniciativa para que os cidadãos "mais patrióticos" acendessem, por meio de mensagens SMS, as milhares de lâmpadas que juntas formam uma enorme bandeira israelense iluminada, que cobre a fachada do maior arranha-céu de Tel Aviv.

Os festejos continuarão amanhã ao longo do dia todo, quando tradicionalmente centenas de milhares de israelenses fazem churrascos campestres.

AFP
AFP
Israelenses exibem bandeiras durante show de comemoração
Um dos atos centrais de amanhã será no passeio marítimo de Tel Aviv, onde está programada uma exibição militar com a participação da Força Aérea e da Marinha, à qual se somarão os saltos de 120 pára-quedistas vindos de diferentes países sobre as praias de Ashkelon.

A proclamação do Estado de Israel, em 1948, resultado de uma votação na ONU sobre o Plano de Partilha apresentado por uma comissão especial seis meses antes, implicou no começo do exílio forçado de 700 mil palestinos que residiam em zonas do recém-criado estado.

Os palestinos e a grande maioria dos mais de um milhão de árabes de origem palestina com cidadania israelense lembrarão, no dia 15 de maio, a "Nakba", o "desastre" ou "tragédia" que mudou suas vidas e formou sua identidade de povo sem terra.

Leia mais sobre: Israel

    Leia tudo sobre: israel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG